header-photo

Somatizando Emoções

A medicina moderna já tem diversas provas que a somatização das emoções pode afetar a saúde. Segundo estudos que começaram nos anos 60, a bagagem emocional passada pelo individuo em sua história de interações e acontecimentos pode levar a doenças orgânicas ou mentais, estando então, fortemente relacionadas a desequilíbrios existenciais e soluções inadequadas de vida.

Isto não quer dizer que todas as enfermidades tenham origem psicológica. Elas podem ter origem congênitas, predisposições genéticas, más condições ambientais, níveis precários de higiene e alimentação. No entanto a nossa mente é capaz de utilizar meios inconscientes para justificar a necessidade de adoecer. As causas também podem ter diversas origens: A falta de amor a si mesmo, a incapacidade de exteriorizar emoções, necessidade desesperada de reconhecimento, o estresse mental e o excesso ou carência de algumas emoções. Uma coisa é certa a saúde psicológica é pré-condição da saúde global.

O corpo não é seu inimigo. Ele não escolhe ficar doente sem antes dar sinais claros que a mente e o espirito não estão em equilíbrio. Os sinais que geralmente indicam o desiquilibrio são: Agitar-se fisicamente; Fumar e beber; Comer e/ou dormir em excesso; Gritar e agredir; Isolar-se e ficar só; Ficar nervoso; Deprimir-se; Dedicar-se excessivamente ao trabalho.

A medicina moderna desenvolveu diversas maneiras para acabar com essas pragas atuais. As Farmácias estão inundadas com milhares de remédios para acabar com estes problemas. Mas estes não são seriam apenas os sintomas suprimidos em alguns casos?

Todo processo de cura deve começar com uma reavaliação. Mudar as vezes é difícil, mas é o único caminho para uma vida saudavel.

1 comentários:

Docinho disse...

concordo com vc :P
mudar eh difil
mas faz uum beeem